Massa de pizza caseira

Em homenagem ao dia da pizza… Mentira! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fiz essa receita terça, mas a atribulação me impediu de postar e aproveitei a “deixa” da comemoração de hoje. 😉 Esta receita eu vi aqui!

pizza4

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de azeite ou óleo
2 colheres (sopa) de cachaça (eu não coloquei)
2/3 de xícara (chá) de leite ou água (usei água)

Mão na massa

Misture todos os ingredientes na ordem indicada e amasse. Sove um pouco a massa, cubra-a com um pano de copa e deixe-a repousar durante 10 minutos. Se preferir 2 pizzas médias, corte a massa ao meio e abra uma de cada vez. Se vai fazer uma pizza grande, abra a massa com o rolo de uma só vez e em forma circular, polvilhando-lhe farinha sempre que necessário.
Coloque a massa numa assadeira levemente untada e asse-a em forno quente por 10 minutos ou até que a massa fique semi-assada. (Pode também assá-la, colocando-a diretamente numa panela elétrica, fazendo 2 pizzas: uma de cada vez). Depois é só colocar o recheio desejado e voltá-la ao forno até derreter o queijo. A receita rende 1 pizza grande ou 2 médias.

DICA: Antes de levar a massa ao forno faça alguns furos com um garfo para não fazer bolhas.

pizza1Massa pronta para pré-assar.
pizza2Pizza quase pronta! Pré-assada e preparada! 😉
pizza3Pizza prontíssima! Tá na mesa pessoaaaaaaaal!! \o/

Achei essa receita bem fácil, tinha os ingredientes em casa e resolvi fazer, porém, tenho algumas considerações. No blog a autora informa que tirou a receita do livro Dona Benta – Comer Bem, mas, embora minha irmã tenha o livro eu não fui olhar o que agora com certeza eu vou fazer. 🙂

Ela não diz qual o ponto que a massa fica, o que me deixou sem saber o que fazer (sou uma apreciadora mais da arte de comer do que de cozinhar, então não tenho talentos de mestre-cuca). A minha massa ficou total grudando na mão, mas como ela diz pra abrir com o rolo fui jogando farinha até desgrudar e dá pra pegar (não ao ponto de abrir porque fiquei com medo de virar uma pedra).

Dei o descanso e não vi mudança nenhuma. kkkkkkkkkkkk Coloquei a massa na forma e abri com a mão mesmo, como abre empadão… A massa malmente preencheu a forma, não sei como é possível fazer 1 pizza grande ou 2 médias, não sei o diâmetro dessa minha forma, mas sem dúvidas, comeria ela sozinha (sim, sou esganada e como muito). 😥

Por conta dessas questões fiquei curiosa pra ver se tem mais detalhes no livro, ou se a cachaça faz alguma diferença, eu não usei porque tinha outras bebidas, cachaça não. kkkkkkkk Enfim, pré-assei, coloquei o molho + presunto + atum + queijo (o nome: pizza é o que tem pra hoje), reguei com azeite (eu gosto) e levei ao forno pro queijo derreter.

A pizza é gostosa. Levando em conta a praticidade vale muito à pena, entretanto, não esperem nenhum padrão Cheiro de Pizza porque nem cabe a comparação, mas eu que aprecio receitas fáceis gostei muito. Agora vou catar o livro porque invoquei com o ponto da massa e otras cositas más…

Tava com tanta fome que comi desesperadamente, vou precisar fazer de novo porque nem lembro direito da textura da massa, sério. :O E quem é fã de praticidade e gordices se joga que a bichinha é gostosa e rápida, tanto pra fazer como pra comer! 😉

Dia da Pizza

diadapizza

O Dia da Pizza é comemorado desde 1985 em São Paulo. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.

A história da pizza começa na Roma de César, antes da Era Cristã. Conta-se que os nobres desta época comiam o pão de Abraão, uma massa de farinha, água e sal que vai ao forno bem forte. A ele eram acrescidos ervas e alho. Essa mistura era chamada de Piscea.

A variação das coberturas foi se amadurecendo com o passar dos anos, até que o tomate chegou à Europa trazido por Cristóvão Colombo e daí para frente o pomodoro foi incorporado totalmente à receita. Houve época em que essa iguaria era comida no café da manhã e vendida por ambulantes.

Artesanal Restaurante e Pizzaria

Dando seguimento aos comes do dia, fomos na Artesanal Restaurante e Pizzaria, que fica na Rua Campinas de Brotas, 107. Priscila e Bruno já conheciam e nos levaram pra conhecer e nós adoramos!

piz1Cardápio na parede. 🙂

O espaço é uma casa bem grande, tem uma varanda coberta com mesas menores (pros casais ficarem agarradhenhos), uma sala grande com o buffet (que deve funcionar durante o almoço), o salão é dividido em 2 com mesas grandes e tv em cada ambiente, e ainda tem o ambiente 2 (estava fechado), que embora a placa informe pra conhecermos, nós não fomos. kkkkkkkkkkkkk

piz2

Além desses ambientes ainda tem a cozinha que não fica a vista, acho que fica depois do buffet, o banheiro, que nem lembrei de ir pra ver como era, e, acho que só. Ir num lugar legal pela 1ª vez tem isso, você não sabe pra onde olhar. :p Ainda mais quando se trata duma pessoa que não pode ver cores, fico alucinada! 😮 kkkkkkkkkkkkkkkkkk

piz3Priscila queria estar bem presente no post, e como ela estava com moral tem todo o espaço. 😀 kkkkkkkkkk

Achei a decoração bem bonita. Na entrada tem umas plantas, dentro tem quadros coloridos em algumas paredes, cortinas nas janelas, algumas paredes pintadas de vermelho, na varanda tem plantas também, enfim, achei o ambiente todo muito aconchegante, indo como casal, ou com os amigos, vale muito a pena.

piz4

Não olhei o cardápio porque estava olhando outras coisas, :p mas parece que o preço é bom. Se contarmos o ambiente + atendimento + qualidade da pizza, com certeza o preço deve ter sido bom. Vacilei mesmo, não vi sabores nem preços, mas, além de recomendar a Pizzaria, ainda achei no Guia Kekanto, algumas boas opiniões sobre o estabelecimento. 😉

piz5De quem serão esses dedinhos aparecendo?

Enfim, como #SomosTodosEsfomeados pedimos 2 pizzas grandes divididas em camarão, calabresa, siciliana e quatro queijos. A massa não é um papel, é fofinha e bem gostosa. Comi de camarão e siciliana e gostei muito. Não é salgada, não precisa tirar a borda porque está esturricada ou porque a massa está pura, nada disso, o aproveitamento é de 100% (tirando o caroço das azeitonas! kkkkkkk).

Vi um casal comendo lasanha, a cara estava ótima e quase fui fazer amizade pra serrar um pedaço, mas me comportei. 🙂 Na próxima deixo de viajar pra olhar o cardápio, parece que tem muita coisa boa lá! E depois que achei a fanpage, que vi as fotos, quase morri! Tem fotos lindas da Pizzaria, das pizzas, do buffet, então, se a gente come primeiro com os olhos, corra pra ver as fotos porque com certeza, depois de ver você correrá pra comer! #FicaADica

1004913_406673169442903_866017923_n1098339_406632216113665_264861363_nFotos da fanpage! 😉

Provamos e recomendamos! 😉