Presente: Fábrica de Massa La Cuisine

maqmassa1

Eu já disse antes, mas pra quem está chegando agora eu repito: sou alucinada por massas! Com certeza já fui italiana em outras galáxias e o gosto pela culinária ficou! kkkkkkkkkkkkkkkk Amo muito qualquer tipo de massa, se pudesse comeria todos os dias, mas, não tenho tempo de estar na cozinha “inventando moda”, nem dindin pra comer fora. #okay

Pois bem, nas minhas andanças pela web, já tinha visto a receita de massa fresca e tinha achado o máximo, mas, abrir massa com o rolo ninguém merece, além de precisar de espaço (que aqui é escasso), precisaria fazer na mesa da sala porque a mesa da cozinha é daquelas presas na parede (não aguenta a pressão), e ninguém merece² ficar correndo picula da sala pra cozinha fazendo macarrão. 😛

Vi os comentários sobre a Fábrica e como sempre, uns bons, outros nem tanto, outros desoladores, mas, como estava em promoção no site fui convencida pela irmã (acompanhem o diálogo 99,99% na íntegra):

Eu: Poxa, a Fábrica de Massas está na promoção no Shoptime… Queria tanto comprar…
Ela: E porque não comprou?
Eu: Por causa do senso de responsabilidade! Eu quero quitar minhas dívidas…
Ela: Que nada! Vai que você entra no banheiro, cai, bate o dente, tem uma hemorragia e morre? Fica tudo aí!
Eu: (Duzentas horas de risos depois…) É isso mesmo! Vou comprar e ainda posso parcelar a perder de vista!

E comprei! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Nada como um bom argumento né? kkkkkkkkkkkkkkkkk E toda vez que me lembro caio na risada imaginando a cena triste, e na dúvida, tô entrando no banheiro com o maior cuidado! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Mas voltando à pauta… kkkkkkkkk Enfim chegou hoje a bendita. A cara de pau (irmã) estava no meu quarto com o pacote na mão me esperando pra abrir. kkkkkkkkkkk Abrimos, ficamos encantadas, e só não corremos pra cozinha porque alegria de pobre nem existe, quanto mais pra durar pouco. :/ O rolo veio enferrujado, putz, que merda! :@ Já entrei em contato e quero resolução pra ontem, tô louca pra abrir minha Cantina Italiana aqui em casa. #SQN kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Comprei a promoção que é a Fábrica de Massa + Varal para Massa + Acessório para Massa da La Cuisine. Por enquanto, senti falta de um manual de instruções, tem uma peça que nem sei pra que serve, e obviamente, não curti a ferrugem. 😛 Mas vejam se não é uma fofura! ❤

maqmassa2O varal é todo lindinho em formato de flor. Até os pés antiderrapantes são flores, reparem na foto abaixo! ❤

maqmassa3

E a propaganda do Shoptime:

Prepare deliciosas macarronadas e outros pratos fazendo você mesmo a massa, confira esta novidade que você encontra aqui no Shoptime. Máquina básica e manual. A maneira mais fácil de fazer uma massa caseira, fresca e com ingredientes naturais (apenas ovos e farinha). Além do cilindro para abrir a folha de massa já vem com um acessório de corte, para dois tipos de massa: fettuccine e talharini. Possui botão lateral de regulagem, que permite a escolha da espessura da massa, são 6 opções de espessura diferentes. Imperdível, aproveite!

As delícias italianas agora estão mais próximas de você com esse maravilhoso acessório! As massas adoradas no mundo todo, podem ser feitas na sua própria casa, com toda a higiene e agilidade que você exige. O acessório La Cuisine te auxilia em diversas massas, com ingredientes que você próprio escolhe, e da maneira que melhor preferir. Com alta praticidade é de fácil manuseio até mesmo para quem não manda muito bem na cozinha! Faça um festival de deliciosas e chame os amigos, todos vão adorar!

O varal para Massas é composto por 16 varetas em policarbonato que possibilitam estender mais de 2kg de massa fresca te auxiliando assim no preparo de diversas massas. Com alta praticidade é de fácil manuseio até mesmo para quem não manda muito bem na cozinha!

E quanto a resposta da empresa, a seguir cenas dos próximos capítulos! Nem tô a fim de briga, só quero abrir minha Cantina e pronto! kkkkkkkkkkkkkkkkkk E quando estiver tudo ok aguardem, gordices virão! 😉

Anúncios

Pão de queijo de forma ou Bolo de pão de queijo

Enfim consegui fazer essa receita que desde que vi fez minha vermes se alvoroçarem! kkkkkkkkkkk Vi aqui! 😀

boloqueijo1

Ingredientes

3 ovos
1 copo americano de leite (200 ml)
1/2 copo de óleo
3 copos de polvilho doce
1 colher de sopa rasa de fermento em pó
200 gramas de queijo prato (cortado em cubos ou fatiado)

Mão na massa

Coloque no liquidificador os ovos, o leite, o óleo e o polvilho doce. Bata rapidamente, apenas para misturar e acrescente a fermento em pó e o queijo prato. Agora, bata novamente até criar um creme uniforme.

Unte uma assadeira com manteira e farinha. Despeje a massa e leve ao forno pré-aquecido a 180 graus. Fique de olho. Retire quando ficar dourado. Você pode desenformá-lo ainda quente, mas espere esfriar para cortar.

boloqueijo2

Já disse que meu forno é uó e torto, então a foto dispensa explicações! kkkkkkkkkkk Além de crescer mais de um lado, na hora de desenformar o lado menor murchou mais ainda, oh God! kkkkkkkkk

boloqueijo3

Como eu sou gulosa não esperei esfriar pra cortar, lasquei a faca no coitado quente. 😛 O gosto do queijo ficou bem simbólico, você sente o gosto suave, sabe que tem queijo, mas nenhum gosto marcante, talvez com um queijo mais salgado (que pro meu paladar, o queijo prato já é bem salgadinho) fique com um gosto mais acentuado. Pra mim que sou apaixonada por avoador (que não tem gosto de nada) está ótimo, meu paladar não tolera muito sal, eu não gosto mesmo. Queijo cuia é um alimento que tem passagem voando por mim, até o cheiro é salgado! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

boloqueijo4Ele ficou bem amarelinho, só clareei um pouco a foto porque meu celular só a graça! Agora vou esperar esfriar pra comer porque acho que vai ficar mais gostoso. Quente ele já está ótimo, “puxentinho”. Agora que esfriou, #partiu comer! 😉

Massa de pizza caseira

Em homenagem ao dia da pizza… Mentira! kkkkkkkkkkkkkkkkkkk Fiz essa receita terça, mas a atribulação me impediu de postar e aproveitei a “deixa” da comemoração de hoje. 😉 Esta receita eu vi aqui!

pizza4

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (chá) de fermento em pó
1 colher (chá) de sal
3 colheres (sopa) de azeite ou óleo
2 colheres (sopa) de cachaça (eu não coloquei)
2/3 de xícara (chá) de leite ou água (usei água)

Mão na massa

Misture todos os ingredientes na ordem indicada e amasse. Sove um pouco a massa, cubra-a com um pano de copa e deixe-a repousar durante 10 minutos. Se preferir 2 pizzas médias, corte a massa ao meio e abra uma de cada vez. Se vai fazer uma pizza grande, abra a massa com o rolo de uma só vez e em forma circular, polvilhando-lhe farinha sempre que necessário.
Coloque a massa numa assadeira levemente untada e asse-a em forno quente por 10 minutos ou até que a massa fique semi-assada. (Pode também assá-la, colocando-a diretamente numa panela elétrica, fazendo 2 pizzas: uma de cada vez). Depois é só colocar o recheio desejado e voltá-la ao forno até derreter o queijo. A receita rende 1 pizza grande ou 2 médias.

DICA: Antes de levar a massa ao forno faça alguns furos com um garfo para não fazer bolhas.

pizza1Massa pronta para pré-assar.
pizza2Pizza quase pronta! Pré-assada e preparada! 😉
pizza3Pizza prontíssima! Tá na mesa pessoaaaaaaaal!! \o/

Achei essa receita bem fácil, tinha os ingredientes em casa e resolvi fazer, porém, tenho algumas considerações. No blog a autora informa que tirou a receita do livro Dona Benta – Comer Bem, mas, embora minha irmã tenha o livro eu não fui olhar o que agora com certeza eu vou fazer. 🙂

Ela não diz qual o ponto que a massa fica, o que me deixou sem saber o que fazer (sou uma apreciadora mais da arte de comer do que de cozinhar, então não tenho talentos de mestre-cuca). A minha massa ficou total grudando na mão, mas como ela diz pra abrir com o rolo fui jogando farinha até desgrudar e dá pra pegar (não ao ponto de abrir porque fiquei com medo de virar uma pedra).

Dei o descanso e não vi mudança nenhuma. kkkkkkkkkkkk Coloquei a massa na forma e abri com a mão mesmo, como abre empadão… A massa malmente preencheu a forma, não sei como é possível fazer 1 pizza grande ou 2 médias, não sei o diâmetro dessa minha forma, mas sem dúvidas, comeria ela sozinha (sim, sou esganada e como muito). 😥

Por conta dessas questões fiquei curiosa pra ver se tem mais detalhes no livro, ou se a cachaça faz alguma diferença, eu não usei porque tinha outras bebidas, cachaça não. kkkkkkkk Enfim, pré-assei, coloquei o molho + presunto + atum + queijo (o nome: pizza é o que tem pra hoje), reguei com azeite (eu gosto) e levei ao forno pro queijo derreter.

A pizza é gostosa. Levando em conta a praticidade vale muito à pena, entretanto, não esperem nenhum padrão Cheiro de Pizza porque nem cabe a comparação, mas eu que aprecio receitas fáceis gostei muito. Agora vou catar o livro porque invoquei com o ponto da massa e otras cositas más…

Tava com tanta fome que comi desesperadamente, vou precisar fazer de novo porque nem lembro direito da textura da massa, sério. :O E quem é fã de praticidade e gordices se joga que a bichinha é gostosa e rápida, tanto pra fazer como pra comer! 😉

Dia da Pizza

diadapizza

O Dia da Pizza é comemorado desde 1985 em São Paulo. A data foi instituída pelo então secretário de turismo, Caio Luís de Carvalho, por ocasião de um concurso estadual que elegeria as 10 melhores receitas de mussarela e margherita. Empolgado com o sucesso do evento, ele escolheu a data de seu encerramento, 10 de julho, como data oficial de comemoração da redonda.

A história da pizza começa na Roma de César, antes da Era Cristã. Conta-se que os nobres desta época comiam o pão de Abraão, uma massa de farinha, água e sal que vai ao forno bem forte. A ele eram acrescidos ervas e alho. Essa mistura era chamada de Piscea.

A variação das coberturas foi se amadurecendo com o passar dos anos, até que o tomate chegou à Europa trazido por Cristóvão Colombo e daí para frente o pomodoro foi incorporado totalmente à receita. Houve época em que essa iguaria era comida no café da manhã e vendida por ambulantes.

Amarula Caseira

Como sempre navegando na web, vi essa receita de Amarula que achei bem fácil e fiquei com vontade de experimentar. Providenciei os ingredientes e fiz, ficou óoootema! 😉

amarula2

amarula1

Ingredientes

1 lata de leite condensado
1 lata de creme de leite
300 ml de conhaque
1 colher de leite em pó
4 colheres de chocolate em pó

Mão na massa

Bate tudo no liquidificador e leva para gelar.
Sirva gelado e beba com moderação! 😉

Dica de conservação: Para melhor conservação, coloque em vidros esterilizados (lavar bem e colocar numa panela e ferver por uns 10 minutos, depois secar da seguinte maneira: retirar da panela com um pegador e colocar sobre um pano limpo e deixar escorrer a água e secar naturalmente, ou levar ao forno numa forma, os vidros virados para baixo, para secar).

Obs¹.: Quem não tem cão, caça com gato! Não tinha lata, usei pack. Acho que não deve ter alterado nada, o creme de leite de lata é mais que o pack, mas acho que essa diferença é só o soro, acho! 🙂

Obs².: A bebida rendeu aproximadamente 750 ml e usei a garrafa plástica, porque pra gelar e sempre misturar na hora de servir achei melhor por causa da tampa. Aqui não tinha nenhuma garrafa de vidro disponível, e pelo que se bebe, acho que não vai durar muito não! kkkkkkkkkkkkkkk

Obs³.: Achei o teor alcoólico bom, tinha bebido um licor de chocolate a pouco tempo e me lembrou muito o sabor. Quando você serve gelado ele fica bem cremosinho, uma delícia. E é possível sentir o sabor do chocolate e do creme de leite de um jeito, que parece que você comeu um chocolate bem cremoso e ficou com aquele gostinho na boca. Super aprovado aqui em casa! 😀

amarula3

Agora vamos falar de Teckpix! Não, pera! kkkkkkkkkkkkkk Vamos falar sobre a Amarula. Eu nunca provei a bebida original, e como eu disse acima, achei muito parecida com um licor de chocolate..

Nas minhas “pesquisas” sobre a dita cuja, vi que a bebida é feita da exótica fruta de uma árvore da África Subsaariana, chamada maruleira (Sclerocarrya birrea). Pois bem, o que tem a ver a caseira ser feita com chocolate? Não sei! kkkkkkkkk Mas que fiquei intrigada, isso fiquei! Enfim, intrigas à parte, aqui tem um artigo muito legal sobre a Amarula, vai lá conferir! 🙂

Essa fruta é muito consumida pelos animais na savana, eles comem adoidado, a “bicha” fermenta na barriga, e eles ficam “em águas”! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Morri de rir com o vídeo, me vi representada em vários momentos! E no final, a ressaca do macaco, não tem preço! Olha que figuras!

E quando eu já tinha encerrado meus estudos sobre a Amarula, achei a receita do Ana Maria Brogui (que eu curto muito), e ele diz que a bebida original tem sabor semelhante ao caramelo, e mais: “A Amarula é uma bebida bem doce, ela deixa você bêbado sem que você perceba. Não sei por que, mas prefiro a genérica a original, acho que a original fica meio amarga depois de algum tempo no copo, já a genérica, sempre mantém o sabor. Bom, isso é apenas minha opinião.” \o/ Viu o que falei sobre o sabor que fica na boca? #PontoPraGenérica

E na receita ele também orienta a usar pack ao invés de lata, usa menos chocolate, e usa 750 ml de conhaque!! Valei-me São Rocky (piada interna 😛 )!! 750 ml eu não aguento! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Enfim, vai de gosto, né? Meu pobre estômago não suporta muito álcool, tenho refluxo. 😥 E pra gente, 300 ml foi suficiente, acho que menos não ficaria tão bom, e mais, a gente não ia aguentar (eu, meu estômago, minha irmã e minha mãe kkkkkkkkkkkkk).

Faz aí que você vai curtir! Cheers! \o/´`\o/

Bolo de Fubá de Liquidificador

bolofuba1

Ingredientes

3 ovos
2/3 de xícara de óleo
2 xícaras de leite
2 xícaras de fubá
1 xícara de farinha de trigo
1 e 1/2 xícara de açúcar
1 colher (sopa) de fermento em pó

Mão na massa

Com exceção do fermento, coloque tudo no liquidificador e bata bem (coloquei os ingredientes na ordem pra facilitar). Quando estiver bem misturado, coloque o fermento e bata mais um pouquinho só para misturar (dica da Tati – Panelaterapia: dizem que o fermento não pode ser batido demais senão perde suas propriedades, então, quem sou eu p/ duvidar né?).

Coloque em forma untada com óleo e enfarinhada e leve ao forno até a superfície dourar. Como cada forno tem suas peculiaridades, para saber quando está pronto faça o teste enfiando uma faquinha de ponta ou palito de dente, se sair limpo, pode tirar do forno. Esse papo de que não pode abrir o forno só vale para os primeiros 25 minutos após ter colocado o bolo p/ assar, depois disso pode abrir que não danifica o bolo.

.

Há tempos não sentia uma dor de cabeça tão chata, daquelas que você dorme e acorda com a dor. Certamente essa dor é por conta da alta atividade de Tico e Teco nos últimos tempos. 😦

Enfim, como eu sou do tipo que me alegro comendo, aproveitei pra fazer um bolo básico de fubá, tinha uma receita antiga mas não era tão boa assim, amei! Pra variar, de onde é essa preciosidade? Daqui! \o/

Apesar dos pesares, de estar com dor de cabeça, e de sempre me aborrecer quando vou cozinhar aqui (essa não é a minha cozinha, mas deixa quieto…), fiquei muuuuuuito orgulhosa do meu bolo. Cresceu, ficou lindo, macio, fofinho, gostoso, o açúcar na medida (sou formiga, gosto muuuito de doce, mas geralmente as pessoas normais criticam bolos doces demais), acho que é um dos mais bonitos que já fiz, pena que as fotos não ajudam muito. 😛

‘Poizé’, tiro as fotos no celular (que é uó) e não ficam nenhuma Coca-Cola, mas o que vale é a intenção né? Ah, o forno daqui é problemático, já falei no outro post… Fica torto e doura mais na parte de trás, como dá pra ver. Maaas, mesmo com esse forno tosco e sabotador, ficou assim, bonito e gostoso! 😉

bolofuba2bolofuba3E a minhoquinha? Gostaram? kkkkkkk Agora ela aparecerá em todas as minhas humildes fotos! 😉

Só falta pensar num nome pra ela. Sugestões? 😀

Viciada em açúcar

Eu sou uma pessoa viciada. :/
Em açúcar. Sério, já li sobre isso.
Pela minha rotina eu até poderia atribuir ao estresse e ansiedade, mas o problema é meu mesmo, acho que desde que nasci. :O Eu fico mais estressada e ansiosa se não tiver um doce por perto, isso sim!
Desde que me conheço por gente sou formiga, tudo tem que ser doce ou bem doce. kkkkkkkkkkk
Acho que o único doce que não gosto é rapadura, sei lá, acho o gosto esquisito. Mas o mais esquisito é gostar do doce de rapadura. Comi sem saber, adorei e sempre que me derem eu vou amar. #CabeçaDeGordo
Eu sou do tipo que passo 24h pensando em comida, e se eu não tiver pensando em doce eu tô pensando em “comidas massudas” (nhoque, lasanha, pizza, pão…), que nada mais são do que carboidratos.
Uma das coisas que mais me deixa feliz é aniversário de criança, onde tem doce de tudo que é tipo e eu fico que nem barata tonta, sem saber o que comer primeiro. Engraçado que quando como um salgado, tenho que comer mil doces pra compensar. #CoisasDeGenteDoida

O interessante é que toda essa confissão foi pra dizer que as embalagens do Hershey’s Mais são lindas! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Embarcando na moda do mustache, cada chocolate vem com um modelo e como não podia deixar de falar, é muito bom o chocolate, não deixando nada a dever ao Poderoso Chefão Bis. kkkkkkkkkkk

Foto0368Na verdade, desde que conheci o chocolate da Hershey’s não faço questão dos outros. Tenho a sensação que todos estão com gosto de gordura. As marcas vão buscando melhorar os produtos e na minha humilde opinião só pioram.
Eu gosto de comer doce e beber água. SIM, EU FAÇO ISSO! E se alguém disser que “dá diabetes”, o que posso dizer é: vá estudar o que é a diabetes e depois conversamos! Voltando… O melhor teste do chocolate é comer e beber água. Se ficar gosto de gordura já era, não compro mais, mas se ganhar não recuso! kkkkkkkkkkk #Esfomeada

.

Sobre o vício, tem artigos que falam em se enganar com desculpas pra comer doce, em sentir culpa… Eu não tenho nada dessas coisas. Eu como porque gosto e pronto! Acho até que estou em outro nível de viciados. kkkkkkkkkkkkkkkkkk
Sério, eu brinco, dou risada, mas tenho consciência que tudo em excesso faz mal, principalmente açúcar! Tenho sorte de ter o metabolismo acelerado, então todo o açúcar que consumo durante o dia (que não é pouco) queimo com facilidade.
Claro que não sou nenhuma modelo, mas pelo que eu como e que não deveria, estou melhor que muita gente por aí!

Este artigo (Viciados em doce – Um prazer delicioso ou a urgência da próxima dose?) é bem legal, ela diz que é possível romper o hábito, e que depois de duas semanas de abstinência conseguiu perder o hábito do sorvete. Será? Acho que depende muito de fatores externos também. Imagine ter um dia de cão no trabalho, chega em casa, abstinência. Faz o quê? Quebra a casa toda? 😮 kkkkkkkkkkkkk Sei lá, é preciso muita psicologia pra dar conta disso!

Eric Stice, neurocientista do Instituto de Pesquisa do Oregon, diz: “Há pessoas para quem comer é mais orgásmico”. Quando essas pessoas comem demais, o sistema de recompensa se amortece, o que torna a comida menos satisfatória e as motiva a comer mais para compensar. Segundo Stice, é exatamente o que vemos no uso crônico de álcool e outras drogas.

Oh God, o sistema está bruto pra mim! Eu sou do tipo que come e o coração chega a acelerar de felicidade. No site da Revista Viva Saúde tem esse teste VOCÊ É VICIADO EM AÇÚCAR? Façam pra ver o que vai dar. Imagino que o meu resultado tenha sido o pior possível, mas enfim, um dia melhora! Enquanto isso, vou dar um golinho no meu leite condensado enquanto ainda posso. 😉 *Mas não façam isso em casa!! :$

teste

Bolo de Farinha de Milho

Tem um tempo que tô doida de vontade de comer um bolo de milho. Ontem acordei com a ideia fixa e mal abri os zói corri pro pc pra procurar uma receita boa e prática.

Como não poderia deixar de ser, achei-a no site que mais amo, o Panelaterapia. ❤ Amo porque além de amar culinária (embora a gula e ansiedade muitas vezes arruínem meus pratos), as receitas são testadas e apetitosas só de olhar. Tati (eu cheia de intimidades kkkkkkkkkk) é muito caprichosa. 🙂

bolo2

Ingredientes

2 xícaras de leite
2/3 xícara de óleo
3 ovos
2 xícaras de açúcar
2 xícaras de farinha de milho
25g de queijo parmesão ralado
50g de coco ralado
1 colher (sopa) de fermento em pó

Mão na massa

Bata no liquidificador por 2 minutos o leite, o óleo e os ovos.
Agora acrescente o açúcar, a farinha de milho e o queijo parmesão ralado.
Junte o côco ralado e o fermento em pó, bata rapidamente só para misturar.
Coloque a massa em forma untada com óleo e enfarinhada (use farinha de trigo). Leve ao forno pré-aquecido em 220º para assar. Faça o teste do palito (enfie um palito de dente no centro do bolo, saiu limpo, tá pronto). No meu forno, cerca de 40 minutos.

Receita daqui! 😉

Obs¹.: No meu bolo não coloquei queijo ralado porque minha irmã odeia receitas doces com queijo, e a criatura tem um faro melhor que o de cachorro da PF.

Obs².: Como no site ela sempre explica, cada forno é um forno. No dela assou em cerca de 40 minutos, no meu foi em 1h10. O forno daqui é um pavor, eu sei! Mas é o que tem pra hoje! kkkkkkkkkk Então é sério, nada mais eficaz que o teste do palito pra verificar se o bolo está assado! 😉

E agora a expectativa e a realidade! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Ô dó da formiguinha… Um dia eu chego lá! 😉

bolotati

bolo1Além de não ser uma expert na arte culinária também sou um horror como fotógrafa, ainda mais sem uma câmera digna e com um celular que é UÓ!!

Sério, eu coloco o dedo no lugarzinho na tela pra bater a foto, daqui que a tela “leia” a digital pra disparar a foto a mão já tremeu mais que vara verde, aí fica difícil tirar uma foto respeitável! :p kkkkkkkkkkkk

E uma foto menos pior do bolo de manhã (já que meia-noite eu estava tirando o danado do forno! 😮 ). 😀

bolo3 bolo4

Sequilhos de Goiabada

s78950656

Ingredientes

2 xícaras (chá) de farinha de trigo
1/2 xícara (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de manteiga/margarina sem sal
Goiabada a gosto

Mão na massa

Em um recipiente, coloque a farinha, o açúcar, a manteiga e raspas de limão (opcional) e mexa com as mãos.
Em seguida, modele pequenas bolinhas na palma da mão e coloque em uma assadeira untada e polvilhada.
Coloque um pedaço de goiabada no centro do biscoito e pressione.
Leve ao forno pré-aquecido (180°C) por 15 a 20 minutos (até corar).

DICA: Caso não goste de goiabada, essa massa também é ótima para sequilhos sem doce, em vez de modelar bolinhas, é só modelar cobrinhas.

Bon appetit! 🙂

Torta de Caneca

1383790_564669553598873_706378883_n

Ingredientes

1 ovo
3 colheres (sopa) de óleo
4 colheres (sopa) de leite
1 colher (chá) de sal
4 colheres (sopa) de farinha de trigo
1 colher (café) de fermento
Qualquer recheio (presunto, sardinha, salsicha, atum, frango…)

Mão na massa

Bata o ovo com o óleo, o leite e o sal numa caneca.
Adicione a farinha, o fermento e mexa bem para formar uma mistura homogênea.
Acrescente o recheio, misture levemente e leve ao forno de micro-ondas por 3 minutos.

Prontinho! 😉