O resgate de um “retroprojetor”

Definitivamente, eu não sou normal! Quase 3 da matina, e eu labutando com um vidro, porque a ideia surgiu e se deixasse pra depois ia esquecer… Coisas de Linda… O.o

Apois, vamos começar do começo! Estava eu no trabalho, lépida e fagueira distribuindo minha simpatia pelo ambiente (kkkkkkkkkkkkk), quando vi o colega faz-tudo com uma ruma de retroprojetor pra jogar fora. Ele estava abrindo pra tirar o que interessava, e eu logo me interessei também, sempre vejo potencial nas coisas, e se pudesse carregava tudo pra casa!

Parei na porta, e lá fiquei matutando o que eu poderia aproveitar. Logo vi que tinham dois modelos diferentes, e que a tampa de um, daria uma excelente moldura. Desse modelo tinham dois e pedi logo as tampas pra mim. 😀

O outro modelo eu achei uma fofura, parecendo aquelas televisões antigas com alça e tudo… Oh God, tô morta porque não peguei um desse! 😦 O problema é que eu não tinha onde botar, onde eu trabalho é tudo exposto, e iam achar no mínimo estranho a pessoa com uma carcaça de retroprojetor do lado… 😦 Tentei salvar os vidros, mas a fita era de uma cola que só G-Suis e não soltou.

Pois bem, me conformei com minhas molduras, cheguei em casa lavei-as, e fiquei pensando como poderia tirar a fita que cola o vidro. Qualquer coisa que eu pensasse em fazer, se o vidro não saísse não daria muito certo. O tempo passou, eu lembrava e esquecia de procurar uma solução. Sou assim, entro na internet pra ver 1 coisa, vejo 7 trilhões e aquela 1 eu esqueço. :/ Ou anoto, ou vejo imediatamente antes que outra coisa tire minha atenção.

Aí hoje, vagando na madruga na web, lembrei de pesquisar. Mas antes, algo me disse que o “Santo WL” poderia ajudar. Comecei a procurar mas nem esperei abrir nada, corri logo pra pegar e testar. Santo Insight Bátima, não é que deu certo?? 😀 Tome-lhe óleo no grude, fui forçando com a mão, com uma chavinha de fenda, e tcharaaam, descolou, ô Glória!! \o/

Chão melado, perna melada, roupa melada, tudo melado depois, lembrei de tirar foto da “arte”. kkkkkkkkkkkkkk Catei o celular com a mão cheia de óleo kkkkkkkkkkk e tirei as benditas fotos, só eu mesma pra fazer essas coisas!

E como eu já estava experiente kkkkkkkkk coloquei o óleo na outra pra ir “amolecendo” e fui tirando a fita grudada da anterior. Oh God, quase perco as unhas, tô com as pontas dos dedos que não aguento. kkkkkkkkkkkkkk Mas todo sacrifício vale a pena, adoooooro essas artes que faço mesmo sem dindin, e muitas vezes fica tosco mesmo por causa de tanto improviso, mas pra mim, o que vale é que tenho capacidade de fazer qualquer coisa que eu quiser, só me falta o financiamento! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Chega de chouriçagem e vamos às IBAAAGENS, eu quero as IBAAAGENS!! kkkkkkkkkkkkk Tô engraçadinha demais pra quem está escrevendo quase às 5h da matina, né? É a adrenalina! Fome nem se fala, mas essa deixa quieta porque bagunça no meu quarto essa hora tudo bem, mas ir pra cozinha… Só se eu tivesse na minha casa. 🙂

rp1Taí os modelos dos retroprojetores. Quando passar o recesso vou sondar se não tem mais nenhum perdido por lá, tá decidido! kkkkkkkkk E esse a alça é azul, muito fofinho!! ❤

rp2As “molduras” no estilo tv antiga, quadradona.

rp3Quando enfim consegui descolar o vidro, com tudo sujo, e tentando arrancar a fita (e quase arrancando as unhas junto).

rp4Vidros retirados e “limpos”. kkkkkkkkkkkk Limpos sem o grude maldito. Hoje, mais tarde, quando eu acordar, eu lavo com o velho Veja Multiuso. 😉

rp5E o salvador da pátria, o “Santo WL”! É por isso que é chamado de desengripante completo, porque nada passa impune ao seu poder de ação. RECOMENDADÍSSIMO pra se ter em casa, serve pra tudo: porta rangendo, chave emperrada, parafuso enferrujado, descolar fita de vidro, dentre outros, porque esses, são só alguns dos usos que fiz dele aqui em casa. 😉

E a seguir cenas dos próximos capítulos, porque isso foi só o começo da folia, e ainda tenho que pensar como colarei o vidro depois de pintar a moldura. kkkkkkkkkkkk Mas isso é pra uma outra saga!! 😀 Agora vou dormir, ou melhor, tentar! 😉

Anúncios

Presente: Garrafa pintada

Eu já disse antes que garrafa tem mil e uma utilidades, né? Pois bem, olha que fofurice a garrafa pintada e decorada que ganhei da minha tia. *-* É a filha dela que faz! 🙂 #MãeCoruja

Ela faz com aquelas garrafas grandes de champanhe sabe, de 2 litros? Então, foi pintada com tinta acrílica e essa minha foi decorada com recorte de papel (bem fininho, não parece de presente) e uma borboleta de fazer aplicação em roupa, super fofo! 🙂

2790570_1_AGarrafa modelo. 🙂

garrafao1Minha garrafa linda e o detalhe da borboleta!
garrafao2Observem que a tampa foi mantida! Acho que para o caso de ainda não ter o que botar dentro e não empoeirar, ou virar morada de uma cuca (barata) sem teto… kkkkkkkkkkkkk

Lá no meu quadrado eu colocarei uns ramos de trigo decorativo, acabei de ver na web que tem de tudo quanto é cor e é super baratinho. #Morri

Bom, a seguir cenas… E que venham mais presentes! ❤

trigo

Valentine Lightbulb – Carpe Diem

Pois é, eu não resisti! *o* Cheguei em casa alucinada pra fazer minha “lampadinha” e não foi “fàssio”!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Eu tenho uma delicadeza de elefante e a primeira vítima quebrou. :p

Na verdade quebrou nos ajustes finais #PutaFaltaDeSacanagem, mas eu tava indo muito bem.

lampa1

O PAP já sabem que tá no post anterior, e como podem ver a bagunça é mínima. A primeira vítima fora de combate, e a segunda já vazia pronta pra ser lavada. É bom dar uma lavada pra limpar qualquer resquício de vidro (que é finíssimo!), depois é só deixar secar.

Procurei algo pra prender o arame e não achei nada, até que a lâmpada acendeu kkkkkkkkkk e tive a ideia de pegar uma fatia do macarrão, aquela boia de espuma para hidroginástica, e cortar um círculo maior que o da lâmpada pra ficar bem ajustadinho. 😉

E olha que coincidência! A cor do fio que tinha aqui, verde e preto! kkkkkkkkkkkkkkkk Ele parece aqueles fios coloridos que o cara corta da caixa de telefone, e a gurizada cata pra fazer pulseira (fiz muito isso na minha infância).

lampa2Pronto, uma lampadinha combinando com o “sáiti”! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas diz se não ficou uma fofura minha gambiarra? É, porque improvisar material de artesanato é uma boa gambiarra! kkkkkkkk E o nome escrito de caneta? kkkkkkkkk Eu não resisto à minha ansiedade desmedida e ontem só fui dormir quando a fofura ficou pronta. 🙂

Lá, lá, lá, ainda tenho outra lâmpadaaa……… 😀 A seguir cenas! 😉

Valentine Lightbulb

Estava eu fazendo “aquela” faxina no email (tenho toc, preciso apagar os emails de spam, antigos e etc), e quando chego em outubro de 2010 acho essa coisa mais fofa do mundo, e que me deu uma excelente ideia pras lâmpadas que eu tenho guardadas. Com essa novidade é certo que pelo menos uma sairá do saco! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Pois bem, esta é a Valentine lightbulb do Design Sponge, mas, que na época eu vi no DeCoração Blog e esse PAP é de lá! 😉

lamp1

Material

Lâmpada elétrica incandescente de bulbo transparente (preferencialmente já queimada, né?)
Fio elétrico fino vermelho (ou outra cor que você quiser)
Estilete
Chave de fenda
Base de cortiça ou cubo de madeira
Papelzinho, cartãozinho ou algo do tipo, para escrever a frase
Caneta
Tachinha (que algumas pessoas chamam de percevejo)
Cola
Martelo
Prego

Mãos à obra

Prepare uma superfície de trabalho (lisa e sem obstáculo). Desenrosque a base de contato da lâmpada e retire o filamento de tungstênio (no Casa, Coisas e Tal explica passo a passo com fotos como esvaziar o interior de uma lâmpada com segurança).

 lamp2 lamp3

Pegue o fio e faça o “desenho”, o formato de coração (ou outro desenho que você quiser).

 lamp4

Se você usar uma base de cortiça, dará pra você usar o próprio fio (desencapando a pontinha) como suporte. Se for de madeira (ou o fio for muito fino), você pode usar um preguinho, com ajuda de um martelo, pra fazer um buraco e encaixar o fio. Para assegurar que vai estar bem firme, você pode colocar um pouco de cola, para fixar a base. Encaixe dentro do bulbo passando através da base de contato.

Agora é só escrever no papel, pregar com a tachinha e voilá: está pronto.

lamp5É muito amooooooor!!  ❤     ❤     ❤     ❤     ❤     ❤     ❤

Eu NECESSITO fazer uma, assim que chegar em casa vou procurar um fio, porque se eu tenho a lâmpada, o resto se providencia! kkkkkkkkkkkk

E #FicaADica pro Dia dos Namorados que já está batendo na porta! 😉

Colarinho para cachorro

A long long time, navegando pela web, vi esta ideia de aproveitar colarinhos de camisa para cachorro.

Como se vê, rapidamente a coloquei em prática e coincidentemente, minha camisa também era quadriculada e o menino ficou numa metidez só! **Esse é o bebê da dinda <3, a coisa mais gostosa do mundo, que eu amo e tenho vontade de apertar até… até nada, deixa o menino em paz! kkkkkkkkkkk

Foto0691

Foto0692

Outro dia achei mais duas camisas que poderiam ser cortadas, e decidi presentear meu afilhado com “roupas novas”. kkkkkkkkkkkkkkkkk Ontem achei mais 2 colarinhos já cortados na bagunça das costuras de mainha (sim, sou baiana e digo mainha, voinha… kkkkkkkkk).

Um deles eu achei pequeno (o menino é fortinho) e botei no pescoço para experimentar. Não é que achei super fashion? Na mesma hora pensei em tomar de volta o quadriculado ( :O ) e ficar com todos pra mim, pensei em mil roupas, enfim, coisas de gente insone e maluca. =D

E como dizem que quem está no inferno tem que abraçar o capeta, não resisti e fiz um “ensaio” rapidão, estrelando: a cara de ontem (lembram da parte insone? Pois é, esta é quase minha gêmea siamesa, valei-me!), o cabelo de não sei que dia, o celular uó (sim, meu celular só presta porque foi dado, porque se eu tivesse comprado merecia descer ao tártaro do inferno) e a iluminação quase inexistente do meu cativeiro (sim, isso não é um quarto, é um cativeiro :p).

Apois, sem mais delongas, seguem as combinações que fiz nos termos apresentados acima, e sem nem um pouco de vontade de bagunçar o guarda-roupa que excepcionalmente está arrumado. =D No fim estão os ditos cujos!

Slide1

Slide2

Slide3

Slide4

 

Foto0333

Diz aí se não fica muito massa?! Amei muito e quero arrancar os colarinhos de todas as camisas que passarem pela frente! 😀

Vida nova pro despertador

Dizem que mente vazia é oficina do diabo. Acho que há controvérsias…

Como seria esse vazio mental? Se a mente é vazia por falta de emprego então a minha está oca! kkkkkkkk Tem que rir pra não chorar! :p

No meu caso, não estou trabalhando mas, tenho tantos problemas e responsabilidades que o único espaço oco que conheço é a minha barriga, sempre disposta a encarar gordices no estilo boca-livre. 😀

Pois bem, sem querer filosofar sobre o dito popular… Além de eu ter uma cabeça abarrotada de coisas (se eu pudesse formatava, mas a ciência ainda não alcançou essa graça), ainda tem o sangue criativo que sempre pulsa mais forte nos momentos mais punks.

Aí, Tico e Teco trabalhando alucinadamente faz com que o ócio criativo me traga gratas inspirações. Pois bem, estava eu arrumando o quarto e vi um despertador “enfeitando” a prateleira, ganhei o dito num amigo-secreto (importantíssimo salientar que ODEIO amigo-secreto, mas isso é uma outra resenha) e acho que nunca funcionou. O.o Era bonitinho, colei um adesivo da Lindinha e ele foi ficando (sou do tipo que ganho presente e mesmo que seja uó me apego, vai entender).

Peguei o danado, desmontei todo, arranquei a parte do relógio e decidi que ele seria um porta-retrato. Passou a luta para a busca de uma foto que ficasse boa. Após árdua tarefa achei uma foto linda do meu afilhado ❤  e corri pra imprimir.

Prontinho, cortei a foto, montei o ex-despertador, e ficou a coisa mais fofa do mundo! ❤

13122759

Foto0319

Na 2ª foto, dá pra ver na minha foto pequena (sim, essa bebê Johnson e modesta sou eu kkkkkkk) outras duas “artes”. O marcador de página que já mostrei aqui, e a joaninha que foi da decoração do bolo do chá de fraldas de uma amiga, peguei as danadas (tem outra embaixo escondidinha), colei um imã atrás e fiz duas fofuras! 😀

Luminária de pisca-pisca

luz

Como sempre navegando por blogs de decoração e fofurices, deparei-me com uma luminária em forma de letra, iluminada com pisca-pisca. Achei linda e decidi que na 1ª oportunidade executaria o trabalho.

Fazendo as compras do mês, vi numa seção uma caixa de piscas bem baratos. Não perdi a oportunidade e comprei um pacote. Não tive como testar e fui pra casa apreensiva.

Logo escolhi a fonte, providenciei papelão, e com o que eu tinha eu ia me virar e fazer minha luminária de qualquer jeito! Depois de muito cortar e colar noite adentro chegou o grande momento, colocar o pisca e ligar.

Como felicidade de pobre dura pouco, depois que montei tudo que liguei, o pisca só acendeu até a metade, quase morri! Já era madrugada alta, mal cochilei ansiosa pra amanhecer o dia, e bastou o sol raiar pra eu correr no supermercado.

Cheguei, conversei, procurei e não tinha mais. Quase morri de novo!

Mas aí, tinha um funcionário perto, eu fiz minha cara de Gato de Botas e disse que PRECISAVA trocar o pisca. Ele ficou de procurar no depósito e logo voltou com uns pra testar. Gracias a Dios estavam acendendo todas as benditas luzes.

Parti voando pra casa, encaixei as lâmpadas com o pisca aceso (pra não correr riscos) e tudo continuou funcionando.

E aí está a minha fofura. Por mim ficava ligada o tempo todo mas, como não sou sócia da Coelba, nem quero incendiar a casa, ligo de vez em quando.

Como disse, vi num blog que adoro que é o Casa de Colorir. O endereço está aqui embaixo e fica a dica para conhecer o blog! 😀

http://www.casadecolorir.com.br/2013/05/como-fazer-uma-luminaria-em-forma-de.html

Prateleiras

Aproveitei uma tábua de uma mesa de computador (acho que era a que fica o teclado), pedi pra um tio marceneiro cortar no meio (a serra daqui estava pela misericórdia, capaz de eu cortar um sol e não conseguir cortar uma reta) e fiz 2 prateleiras.

Forrei as gêmeas pra esconder a feiura e a parte de cima botei um papel de presente pra ficar “mai biita”.

Agora vem a melhor parte #SQN, furar a parede. Jesus, Maria, José, toda vez que preciso furar a parede xingo todas as gerações de quem construiu o prédio! kkkkkkkkkkkk

Sério, não sei por que cargas d’água colocam pedras na massa do reboco. O que era pra ser rápido e prático se tornou um calvário! Várias pedras no caminho, a broca soltava, eu tinha que bater com um prego pra “ajudar” a furadeira, mas enfim, depois de algumas horas, muita poeira, bagunça e calos na mão venci a parede.

Eis o resultado! 😀

Page_1

Marcador de página

Este é o meu 1º marcador e em breve farei outros mais “biitos”! 😀

09833632

Aqui o PAP conforme imagem abaixo:

1. Desenhe 3 quadrados conforme imagem, o meu eu desenhei com 5cm de lado;
2. Divida os quadrados do lado conforme imagem, eles serão descartados;
3. Recorte descartando os lados;
4. Risque sobre o papel escolhido;
5. Recorte um quadrado em outro papel para destacar, este passo é opcional;
6, 7 e 8. Dobre os triângulos e cole formando outro triângulo;
9. Recorte um triângulo em outro papel para destacar, este passo é opcional;
10. Recorte os olhos e dentes e cole no monstrinho.

44821325Pronto, seu marconstro kkkkkkkkkkk (acabei de inventar isso) está pronto para marcar seus livros sem precisar dobrar as pontas das páginas.

No “Deus Google” o que não faltam são ideias, é só dar asas a imaginação! 🙂

66691969

Velas decorativas

velaEu e a irmã mais velha sempre gostamos de artesanato, não necessariamente das mesmas artes, mas gostamos. Em uma de suas várias febres, kkkkkkkkkkkkk ela comprou de um tudo pra fazer velas decorativas. E como toda febre uma hora passa, quando a dela passou, ficou um monte de material malocado nas profundezas de uma caixa por causa do cheiro das essências. :p

Eu que sou uma garimpeira-mor, logo catei e levei pra casa. Então, peguei uns potinhos de vidro de milho/ervilha em conserva, e fiz de recipiente pras velas. 😀 Tingi, aromatizei e fiz as bonitinhas pra decorar, usei parafina em pó e lentilha. Não quis derreter a parafina pra “lacrar” em cima, não tinha panela velha nem ia esculhambar as minhas de teflon. kkkkkkkkkkk E é bom assim que de vez em nunca pingo essência e ficam cheirosinhas! 😉

Mas isso não é o mais importante………….. olha quem está forrando a mesa………….. ela, A ÚNICA! A toalha de natal! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Coitada, tá clamando aposentadoria! 😮

Bom, achei esse PAP na internet mas lembro bem que foi de uma revista que minha irmã tinha.

Material

parafina comum em pó e parafina lentilha-plus
anilina em pó à base de óleo cor de laranja
vaselina líquida ou essência à base de óleo
1 vidro comprido alto
sacos plásticos
pavio próprio para velas-gel
1 luva cirúrgica ou plástica
*porta-pavio (acho muito útil pra não precisar deixar o pavio “flutuando”, nem correr o risco da vela queimar até o fim e o vidro partir) 😉

Mãos à obra

vela_graos0

1. Tinja a parafina comum em quatro tons de laranja. Coloque pequenas porções de parafina branca num saco de plástico, acrescente a anilina em pó e a essência oleosa (ou a vaselina). Quanto maior a quantidade do líquido, mais diluída será a tonalidade final.

2. Feche o saco de plástico mantendo o ar dentro e balance para tingir por igual.

3. Comece a montagem: despeje no vidro uma pequena porção de parafina comum. Posicione-a num canto, inclinando levemente o vidro.

4. Acrescente aos poucos, irregularmente a parafina, alterando os diferentes tons com a parafina branca. Despeje de maneira que os grãos escorram pela parede do vidro.

5. Quando faltarem 3 cm para atingir a borda do vidro, cubra a superfície com uma fina camada de um único tom de parafina comum em pó. “Cave” quatro espaços com o dedo para produzir um efeito diferente e cubra com a parafina comum.

6. Enfie o pavio no centro da vela, mantendo uma distância de 2 cm do fundo do vidro. Esse cuidado é importante, pois impede que o fogo do pavio encoste no vidro e o parta. (Na minha vela coloquei o pavio desde o início, usei porta-pavio, então não há risco de queimar até o fim, e fui colocando a parafina ao redor do pavio.)

7. Para fazer o acabamento e facilitar o transporte das velas, derreta uma pequena quantidade de parafina branca comum em banho-maria e despeje devagar sobre a parafina em pó. Este processo é opcional. (Dispensei essa parte.)

Dicas:

-Prefira a parafina de cor mais branca e transparente, é a de melhor qualidade.
-Na hora de escolher o pavio, lembre-se de que quanto mais grosso for, mais depressa queima. Quanto mais fino, menor a chama e a vela queimará mais lentamente.
-O melhor tipo de pavio é o de algodão trançado e preparado quimicamente, chamado de pavio quimicado, que não deixa a parafina escorrer. Já o pavio de barbante não absorve bem a parafina, por isso a vela derrete e a chama apaga logo.
-No caso de velas coloridas, adicione anilina em quantidade suficiente para obter o tom desejado e mexa bem. Lembre-se de que a cera quente tem mais transparência, tendendo a acentuar a tonalidade na medida em que for esfriando.
-Se preferir, faça antes um teste de cor. Aqueça uma mistura de parafina e anilina. Com uma colher, retire um pouco dessa mistura e coloque sobre a torneira de água fria. O tom obtido será o resultado da cor final.
-Anote a proporção ao fazer velas perfumadas: adicione 100 g de essência oleosa para cada quilo de parafina.