Como sobreviver se o paraquedas não abrir


As chances de sobreviver em uma situação dessas são ridículas. Mas veja o que você poderia tentar fazer.

como-sobreviver-se-o-para-quedas-nao-abrir-1Salto em grupo (CHANCES REMOTAS): 1. Peça ajuda
Se os paraquedas principal e reserva falharem, acene para um colega e aponte para seu paraquedas – sem demora, pois você já deve estar a menos de 750 metros do solo.

como-sobreviver-se-o-para-quedas-nao-abrir-2

Salto em grupo (CHANCES REMOTAS): 2. Segure firme
Seu companheiro deve mergulhar na sua direção. Agarre-o fortemente. A essa altura, vocês estarão na velocidade máxima de queda livre – mais de 200 km/h.

como-sobreviver-se-o-para-quedas-nao-abrir-3

Salto em grupo (CHANCES REMOTAS): 3. Aguente o tranco
Segurar não basta: o impacto da abertura desata qualquer abraço. Entrelace seus braços nos arreios do macacão do colega. O tranco deve quebrar seus braços.

como-sobreviver-se-o-para-q

Salto em grupo (CHANCES REMOTAS): 4. Pouse como der
Assim que seu colega abrir o paraquedas, ele deve conduzir a queda enquanto você se segura. Tentem desviar de obstáculos como construções e fiação elétrica. Como o peso é grande e a distância do chão, curta – cerca de 150 metros – uma aterrissagem suave está fora de cogitação. Se houver água por perto, pousem lá. Após o pouso, seu companheiro terá de evitar a inundação do paraquedas.

como-sobreviver-se-o-para-quedas-nao-abrir-4

Salto individual (CHANCES RIDÍCULAS): 1. Procure um bom lugar para cair
Sem paraquedas, a chance de morrer é de aproximadamente 100%. Ainda assim, alguns terrenos podem – pelo menos em teoria – amortecer o impacto e, em casos extraordinários, evitar a morte. Exemplos: copas densas de árvores sobre um pântano, celeiros cheios de feno e encostas íngremes cobertas por neve fofa.

como-sobreviver-se-o-para-quedas-nao-abrir-5

Salto individual (CHANCES RIDÍCULAS): 2. Vá a esse lugar
Manobre seu corpo para o local de pouso. Para deslocamentos horizontais, adote a posição “tábua”, com o corpo todo esticado e a cabeça apontando a direção desejada. Inclinando-se a cabeça para baixo, o ângulo da queda se torna mais agudo; para uma descida totalmente vertical, posicione-se de ponta-cabeça.

Fonte: http://super.abril.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s