Brinquedos na decoração

Eu gosto muito de brinquedinhos, sempre gostei. E como acho que decoração tem que ter a cara do dono da casa, a minha não podia ser outra senão com a adição de brinquedos entre objetos formais.

estante1

Essa estantezinha é um quebra galho, tenho outras ideias para os livros e tralhas da faculdade que estão pelo quarto. Como falta dindin eu me viro como posso, essa peça eram duas partes que prendi fazendo uma só. Os menores ficam a vista, a coleção de quadrinhos numa caixa 😥 , as cópias xerocadas em outra caixa (estudante tem biblioteca de xerox, quem nunca? kkkkkkkkk), e as coisas da faculdade em caixa-arquivo.

A coruja não podia faltar. Símbolo da sabedoria, esta foi uma preciosidade garimpada do acervo familiar. 😉

estante2

Close nos brinquedos. 🙂 Muitos são do McDonalds, ou brinde de ovo da páscoa, ou alguém sabe que eu gosto e me dá. Enfim, sempre tem um brinquedinho novo na casa.

estante3

E minha coleção de Batmóvel! *-* Sou apaixonada pelo Batman, fato! kkkkkkkkkk E esta coleção foi brinde do posto Shell. Todo dia eu estava lá pra saber se tinha chegado e enfim comprei as 4 miniaturas. ❤

Coringa fica tomando conta, a verdade é que não pretendo de jeito nenhum deixar tão baixo ou fora da embalagem. Eu odeio que peguem #ProntoFalei e é inevitável alguém chegar, ver e não pegar. Mas quem tem ciúmes tem e eu tenho (pelo menos dos meu brinquedos eu tenho)! kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Anúncios

Velas decorativas

velaEu e a irmã mais velha sempre gostamos de artesanato, não necessariamente das mesmas artes, mas gostamos. Em uma de suas várias febres, kkkkkkkkkkkkk ela comprou de um tudo pra fazer velas decorativas. E como toda febre uma hora passa, quando a dela passou, ficou um monte de material malocado nas profundezas de uma caixa por causa do cheiro das essências. :p

Eu que sou uma garimpeira-mor, logo catei e levei pra casa. Então, peguei uns potinhos de vidro de milho/ervilha em conserva, e fiz de recipiente pras velas. 😀 Tingi, aromatizei e fiz as bonitinhas pra decorar, usei parafina em pó e lentilha. Não quis derreter a parafina pra “lacrar” em cima, não tinha panela velha nem ia esculhambar as minhas de teflon. kkkkkkkkkkk E é bom assim que de vez em nunca pingo essência e ficam cheirosinhas! 😉

Mas isso não é o mais importante………….. olha quem está forrando a mesa………….. ela, A ÚNICA! A toalha de natal! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Coitada, tá clamando aposentadoria! 😮

Bom, achei esse PAP na internet mas lembro bem que foi de uma revista que minha irmã tinha.

Material

parafina comum em pó e parafina lentilha-plus
anilina em pó à base de óleo cor de laranja
vaselina líquida ou essência à base de óleo
1 vidro comprido alto
sacos plásticos
pavio próprio para velas-gel
1 luva cirúrgica ou plástica
*porta-pavio (acho muito útil pra não precisar deixar o pavio “flutuando”, nem correr o risco da vela queimar até o fim e o vidro partir) 😉

Mãos à obra

vela_graos0

1. Tinja a parafina comum em quatro tons de laranja. Coloque pequenas porções de parafina branca num saco de plástico, acrescente a anilina em pó e a essência oleosa (ou a vaselina). Quanto maior a quantidade do líquido, mais diluída será a tonalidade final.

2. Feche o saco de plástico mantendo o ar dentro e balance para tingir por igual.

3. Comece a montagem: despeje no vidro uma pequena porção de parafina comum. Posicione-a num canto, inclinando levemente o vidro.

4. Acrescente aos poucos, irregularmente a parafina, alterando os diferentes tons com a parafina branca. Despeje de maneira que os grãos escorram pela parede do vidro.

5. Quando faltarem 3 cm para atingir a borda do vidro, cubra a superfície com uma fina camada de um único tom de parafina comum em pó. “Cave” quatro espaços com o dedo para produzir um efeito diferente e cubra com a parafina comum.

6. Enfie o pavio no centro da vela, mantendo uma distância de 2 cm do fundo do vidro. Esse cuidado é importante, pois impede que o fogo do pavio encoste no vidro e o parta. (Na minha vela coloquei o pavio desde o início, usei porta-pavio, então não há risco de queimar até o fim, e fui colocando a parafina ao redor do pavio.)

7. Para fazer o acabamento e facilitar o transporte das velas, derreta uma pequena quantidade de parafina branca comum em banho-maria e despeje devagar sobre a parafina em pó. Este processo é opcional. (Dispensei essa parte.)

Dicas:

-Prefira a parafina de cor mais branca e transparente, é a de melhor qualidade.
-Na hora de escolher o pavio, lembre-se de que quanto mais grosso for, mais depressa queima. Quanto mais fino, menor a chama e a vela queimará mais lentamente.
-O melhor tipo de pavio é o de algodão trançado e preparado quimicamente, chamado de pavio quimicado, que não deixa a parafina escorrer. Já o pavio de barbante não absorve bem a parafina, por isso a vela derrete e a chama apaga logo.
-No caso de velas coloridas, adicione anilina em quantidade suficiente para obter o tom desejado e mexa bem. Lembre-se de que a cera quente tem mais transparência, tendendo a acentuar a tonalidade na medida em que for esfriando.
-Se preferir, faça antes um teste de cor. Aqueça uma mistura de parafina e anilina. Com uma colher, retire um pouco dessa mistura e coloque sobre a torneira de água fria. O tom obtido será o resultado da cor final.
-Anote a proporção ao fazer velas perfumadas: adicione 100 g de essência oleosa para cada quilo de parafina.

Forma de gelo de silicone

Hoje dei uma passada na Le Biscuit (a meca das fofurices!!!) e quase endoidei! É muita coisa linda reunida, pra pouco dinheiro na conta! G-sus toma conta! O.o
Comprei uma cuba de gelo de silicone foférrima por 10,99 dilmas. Pena que só tinha esse formato e outra com ursos e flores, maaaaas, levando-se em conta que aqui é o último lugar onde as coisas legais aparecem, já está de ótimo tamanho!
cubaNa internet se acha um mundo de formatos legais, o problema é o frete. Aqui pra Salvador muitas vezes é inviável comprar qualquer coisa, porque o frete fica quase o dobro do produto, então o jeito é esperar a moda passar no mundo todo e quando não tiver mais graça aparece por aqui.
Infelizmente Salvador é assim. Qualquer coisa legal que surge barato na internet, aqui custa os olhos da cara (quando tem!) ou simplesmente ninguém sabe do que se trata.
Mas é isso, tem que fazer muita busca, ter muita paciência e devagar e sempre vamos comprando coisas legais pra casa. 😉

Bolo de Fubá Cremoso

Slide1

Ingredientes

3 xícaras (chá) de leite
3 ovos
3 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de fubá
3 colheres (sopa) de farinha de trigo
2 colheres (sopa) de manteiga (30 g)
1 colher (sopa) de fermento em pó
50 g de queijo parmesão ralado
1 pitada de sal

Mão na massa

Num liquidificador, coloque leite, ovos, açúcar, fubá, farinha de trigo, manteiga, fermento em pó, queijo parmesão ralado e pitada de sal. Bata bem até formar uma mistura homogênea.
Coloque a mistura (feita acima) em uma assadeira untada e leve ao forno médio pré-aquecido a 180°C por aproximadamente 50 minutos. Retire do forno e deixe esfriar. Sirva em seguida.

Slide2

Obs.: Vi esta receita no programa Mais Você. Como podem ver, ela pede bastante açúcar, ou seja, fica doce pra matar o diabético só em olhar! kkkkkkkkkkkkkkk

Sério,  eu sou uma pessoa formiga, então adorei. Minha mãe achou doce além da conta. Não testei com menos açúcar, então fica o aviso pra quem não gostar muito de doce diminuir a quantidade. Nem precisam se preocupar que não influenciará em nada na consistência do bolo, que fica bem definidinha por sinal. Embaixo o fubá e em cima o creme, adorei! 😉